4613

Fui colonialista…e Imperador, rei de todos os mares, poeta e cheio de amores.
Adamastor, Cristão e Descobridor, Argonauta e até conquistador.
Fiz a mulata e por elas morri de amor.
Fiz filhos e netos de Reis, Sobas e Emires.
Grande eu fui no deserto e, até no meio das tempestades colhi do sal minhas lágrimas.
Sou poeta e cantor, soldado da Fé.
Sempre dei e recebi meus dogmas que fazem parte de mim e até morrer sem fim.
De Portugal parti em nome de todos para o mundo e o tornei redondo.
Sem temor e pleno de Lua sou e sempre serei filho do Sol e de Deus maior.
Sou desta mais ocidental praia europeia sempre lusitana, pequena mas maior;porque gigante e apenas português de Camões e, Pessoa!!!!

Deixe uma resposta